Que me chamou Dinamarca

O que chamou minha atenção Havia apenas uma outra criança, e o interessante é que o padre que fez o batismo foi uma mulher. Apesar de não entender as palavras do sermão, me emocionei com o batismo, a voz serena da mulher era interrompida com música tocada com violino e uma soprano. No caminho, passei pelo Christiansborg Slot, que é um palácio que hoje serve como prédio do governo e é a casa do Parlamento, do Primeiro Ministro e da Suprema Corte da Dinamarca. Andando um pouco mais me deparei com Nyhavn, que significa Novo Porto, um lugar famoso por suas casinhas coloridas, bares e restaurantes. Belo documentário , eu namoro um Brasileiro que mora em Koge, na Dinamarca , gostaria de saber se vc conhece um site ou uma pessoa que possa me fornecer alguns esclarecimentos sobre se eu posso morar la na Dinamarca e levar minhas duas filhas pra morar la comigo, desde já agradeço esse é meu e mail [email protected] Decidi então procurar um país que me acolhesse e me oferecesse as oportunidades que Portugal não me ofereceu…depois de alguma pesquisa, a Dinamarca chamou por mim. IV. O processo de candidatura foi o passo seguinte: enviei o meu CV, carta de motivação, carta de recomendação, diploma do secundário completo e um exame de inglês. A família para a qual estive a trabalhar deu-me imenso apoio nos meus primeiros tempos na Dinamarca, o que facilitou bastante a minha adaptação a esta nova realidade, costumes e cultura. Assim que comecei as aulas, apercebi-me imediatamente de enormes diferenças em relação ao ensino que conhecia em Portugal. Atualizado em 18 janeiro, 2019. Copenhagen sempre me chamou atenção por ser a capital do “país dos vikings” e a porta de entrada para os países nórdicos! Passei 2 dias e meio na cidade em janeiro, não peguei sol alguuum, mas consegui ver como a cidade fica colorida e viva no inverno! Era tão bom que assim fosse, mas não é assim tão simples. Todos os entrevistados e participantes, e isso foi o que me chamou mais a atenção no dito trabalho jornalístico, sorriram de uma forma que mostraram, de uma forma geral, a simpatia e a simplicidade dos portugueses, e esse lugar, ninguém nos deve tirar. Daí a importancia em nos prepararmos para o melhor e o pior. Estive na Dinamarca em 2014 por um mês, vi muitas coisas bacanas, mas vi coisas tristes tambem. Foi boa a experiencia. Morei na Alemanha por três anos e foi a mesma coisa, haviam coisas que me maravilhavam e outras que me causavam indignaçao. Estive na Dinamarca o mês passado e o que realmente me chamou a atenção foram os pães! Eu costumava comê-los com aquelas fatias de salmão norueguês que já vem temperado e molho remoulade. No geral não me surpreendi com a culinária local, mas ainda sinto saudade dessa combinação.

A conquista do torneio Skydome o primeiro titulo da seleção A de Portugal

2020.09.20 15:14 ZionXion A conquista do torneio Skydome o primeiro titulo da seleção A de Portugal

Canadá, Toronto, 13 graus centígrados negativos, estádio coberto, piso sintético, fiscais-de-linha femininas. E o que fazia a selecção portuguesa neste lado do mundo? A resposta certa vale 200 mil contos – o valor recebido pela Federação Portuguesa de Futebol para participar no Torneio Skydome, a meio da nossa época desportiva, em Janeiro de 1995. A ideia de aproveitar a paragem do campeonato nacional para dar um pulinho ao Canadá e fazer dois jogos numa competição menor gerou muita polémica e fez correr muita tinta nos jornais, com o Sporting a assumir o papel principal da discórdia, relativamente à convocatória dos seus três jogadores (o lateral-direito Nélson, o médio/capitão Oceano e o avançado Sá Pinto) no que entenderam ser uma provocação do seleccionador António Oliveira, que, justiça lhe seja feita, também chamou três benfiquistas e outros três portistas. Ora, Neno, Paulo Madeira e Nelo jogaram com o Canadá e só o guarda-redes ficou de fora com a Dinamarca, enquanto Secretário, Jorge Costa e Folha foram sempre titulares. Do trio leonino, Sá Pinto foi a único a entrar em acção. Os outros dois, que viajaram com pequenas lesões, entretanto tratadas no Canadá, ficaram de molho, o que não impediu o Sporting de enviar faxes e fazer telefonemas à delegação portuguesa a pedir um tratamento especial para a dupla em questão. Sporting, esse, que até era a única equipa portuguesa invicta no campeonato (13 vitórias e cinco empates), mas nem isso lhe garantia a liderança, entregue ao FC Porto (15-2-1), na primeira época em que uma vitória já valia três pontos. Só com um sportinguista em campo, embora os outros dois quisessem jogar, conforme se lê nas páginas de jornais desportivos e generalistas da época, Portugal fez história e conquistou um troféu pela primeira vez no escalão sénior. E quem o levantou foi Nelo, o número 10 do Benfica e capitão dessa selecção, que surgiu como alternativa à geração de ouro (Baía, Figo e JVP ainda em Portugal; Couto, Paulo Sousa, Rui Costa e Futre já no estrangeiro). Com um empate frente ao anfitrião Canadá e uma vitória sobre a Dinamarca (que, a exemplo de Portugal, só convocou jogadores do seu campeonato, prescindindo de todos os heróis campeões europeus em 1992), a selecção nacional deu o ar da sua graça, graças sobretudo à classe de Pedro Barbosa, autor das assistências para os golos de Folha e Paulo Alves. Vamos por partes. O primeiro jogo é com o Canadá. Que, curiosamente, estreou Fernando Aguiar. O domínio português foi intenso na primeira parte. O extremo Folha marcou o 1-0 bem cedo e ainda atirou à trave aos 19 minutos. À medida que o tempo ia passando, a equipa de Oliveira perdeu fulgor, coincidindo com o acumular dos erros de arbitragem, que não viu um penálti claro sobre Paulo Alves. E, perto do fim, os canadianos fizeram o empate, com Alex Bunbury, avançado do Marítimo (que fazia dupla com Paulo Alves), a aproveitar um erro de Neno, que ficou a meio de um cruzamento. Resultado final, 1-1.
O segundo jogo é com a Dinamarca. Como nos filmes, contra tudo e contra todos, Portugal venceu com um golo no último minuto. Paulo Alves foi o herói português – um pré-Éder, por assim dizer. Numa jogada iniciada por Jorge Costa e prosseguida por Pedro Barbosa, o avançado maritimista concluiu com um pontapé acrobático. Mal a bola entrou na baliza, a maioria dos espectadores fez-se ouvir. Verdade seja dita, a maior parte era portuguesa. As maravilhas da emigração. Foi, diga-se, um triunfo justo face a uma Dinamarca, campeã europeia em título que apostou forte no empate, resultado que lhe daria a vitória no torneio. Para o seleccionador Oliveira, que lançou jogadores como Calado e Caetano, “foi o triunfo do mérito”. A sua memória ainda hoje está bem fresca. “Ninguém fala disso, mas nunca se tinha ganho absolutamente nada e ganhámos à Dinamarca, campeã europeia em título. Um-zero. Lembro-me perfeitamente do último lance do jogo. O Barbosa estava sem fôlego, completamente de rastos. Vale a pena dizer que o torneio jogou-se no SkyDome, um dos estádios mais bonitos e modernos que vi. A pala abria e fechava-se de acordo com a temperatura do ar. Como estávamos em Janeiro, havia neve até dizer chega e jogámos fechados. Adiante, o Barbosa está podre de cansaço e eu levanto-me do banco para o incentivar. Ahahah. Insultei-o tanto: ‘morre no teu poste, meu g’anda’. Ele começa a correr, vai à linha e cruza para a área, onde aparece o Paulo Alves para fazer o golo da vitória à Dinamarca e também o do torneio. Torneio esse em que o Marítimo era, bem vistas as coisas, a equipa mais bem representada, com quatro jogadores – dois portugueses (Vado e Paulo Alves) e dois canadianos (Fernando Aguiar e Alex). Mas deles nem se ouviu um pio sobre poupança de esforço em contra- ponto com o argumento do Sporting. Só para a história, aqui vai a lista dos 18 heróis portugueses por Oliveira: Neno, Paulo Madeira e Nelo (Benfica), Secretário, Jorge Costa e Folha (FC Porto), Nélson, Oceano e Sá Pinto (Sporting), Alfredo e Rui Bento (Boavista), Vado e Paulo Alves (Marítimo), Calado (Estrela), Tulipa (Salgueiros), Barroso (Braga), Caetano (Tirsense) e Pedro Barbosa (Vitória SC).
submitted by ZionXion to PrimeiraLiga [link] [comments]


2020.05.23 01:28 MegaNose337 Xenofobia

Nunca tinha parado para pensar nisso, aconteceu pela primeira vez hoje. Eu estava pesquisando sobre línguas e países europeus e a Dinamarca me chamou muito a atenção. Resolvi começar a aprender dinamarquês por pura diversão e descobri por outro subreddit que existe um grupo no discord com pessoas desses países para ajudar no aprendizado. Quando entrei, falei que sou brasileiro (meu maior erro) e que estava querendo aprender dinamarquês.
Um cara apareceu perguntando o porquê disso e eu expliquei que achei um país interessante e que, por pretender morar em Portugal (tenho ascendência portuguesa) tava querendo visitar vários países europeus. Outro dinamarquês contestou esse primeiro cara e, como resposta, disse "você gostaria de ter uma sanguessuga brasileira no seu pais sendo sustentado pelos impostos dos trabalhadores do nosso país?".
Ao saber que eu tinha ascendência portuguesa, já foi perguntando se eu era negro ou se eu tinha ascendência 100% ibérica, qual era a minha opinião sobre o Brasil no geral e sobre mistura de culturas. No final das contas ele disse que eu tava "tentando brasilisar" a Dinamarca, substituir a cultura deles e que eu não deveria nem ir pra Portugal porque os portugueses estavam de saco cheio de brasileiros invadindo o país deles passando a "mentalidade brasileira" para os cidadãos (e disse que ouviu isso no 4chan lol).
No fim das contas eu desisti de aprender sobre a cultura e o idioma desse país e fiquei muito chateado em como eu fui tratado que nem merda sem motivo aparente, eu só queria aprender mais sobre culturas diversas ...
submitted by MegaNose337 to desabafos [link] [comments]


2020.01.28 15:31 Charles_Bronsonaro Finlandês responde: Qual é a diferença entre o socialismo nos países nórdicos e na Venezuela?

Eu sou um finlandês, eu posso responder essa questão de cabo a rabo. Do nosso ponto de vista essa pergunta é um insulto, mas eu acredito que você não queria nos insultar, então eu vou lhe perdoar.
Na história dos países nórdicos (Suécia, Finlândia, Noruega, Dinamarca e Islândia), houve duas tentativas de implantação do socialismo: em 1918 e 1939–1944. Vamos dar uma passada por esses eventos pra melhor entender como nós nos sentimos com relação ao socialismo, e depois eu vou escrever sobre alguns fatores que permitiram um fortalecimento das economias nórdicas, até o que elas são hoje em dia.
Assim que a Finlândia declarou a sua independência em dezembro de 1917, eclodiu a guerra civil finlandesa entre os brancos e os vermelhos, em janeiro de 1918. Os brancos eram liderados pelo Senado finlandês, já os vermelhos eram alguns esquerdistas finlandeses sustentados e abastecidos de armas pela União Soviética. Os vermelhos queriam trazer o socialismo para a Finlândia, mas os brancos - isto é, o exército finlandês de fato - venceram e o país continuou como uma democracia ocidental.
Na segunda tentativa, a União Soviética atacou a Finlândia em novembro de 1939, no que ficou conhecido como a guerra de inverno. A Sociedade das Nações, precursora das Nações Unidas, considerou o ataque ilegal e expulsou a União Soviética da organização.
O plano do exército vermelho era tomar a Finlândia em algumas poucas semanas, começando com uma declaração de guerra e um ataque massivo. Os finlandeses se defenderam com todas as suas forças e o país jamais foi ocupado. A Finlândia, entretanto, perdeu partes da Carélia, Salla, Kuusamo e Petsamo para a União Soviética. Essas áreas, que foram anexadas à URSS, converteram-se ao socialismo e foram transformadas de lugares ricos para a pobreza.
Os arquivos da União Soviética depois revelaram os planos da União Soviética para o conjunto de operações do noroeste em 1939–1944. Os políticos decidiram que deveriam tomar as terras dos outros países. Isso é socialismo, e é contrário a qualquer código moral.
Eu acredito que você não quis perguntar a respeito dessas pequenas interferências do socialismo na nossa história, em vez disso, você quis saber o modelo nórdico de estado de bem estar social. A diferença deve ser cristalina:
No socialismo, os meios de produção, como as terras e as fábricas devem ser de propriedade coletiva, normalmente do Estado. Socialismo quer dizer confiscar as propriedades das pessoas. Aqui, entre os nórdicos, nós chamamos isso de roubo e é ilegal.
Entre os países nórdicos, nós escolhemos um caminho bem diferente, promover os direitos humanos individuais e o bem estar social. No nosso modelo, nós investimos em duas áreas: educação e assistência à saúde. Nenhuma delas tem nada que ver com socialismo.
Então eu vou mudar a questão para: por que é que o modelo nórdico é tão exitoso?
A resposta é: porque o retorno sobre o investimento em educação e saúde é alto. Os nórdicos criaram um ciclo virtuoso: crianças saudáveis + boa educação -> empresas inovadoras e lucrativas -> contratar novas pessoas -> pagar melhores salários -> arrecadar mais imposto de renda -> arrecadação para manter um bom nível de educação e de assistência à saúde.
Eu vejo a Finlândia e outros países nórdicos investirem continuamente no futuro; educar as novas gerações; cuidar da saúde; empoderar novos negócios.
Você usou a expressão "incrivelmente exitoso". Eu diria o mesmo, mas de uma maneira mais precisa. Nós finlandeses somos uma gente modesta, então eu vou apenas listar alguns rankings mundialmente aceitos.
A Finlândia tem uma das maiores rendas per capita do mundo. Além disso, o país está entre os primeiros em várias métricas de desempenho comparativo entre países, desde educação, competitividade e liberdades civis, como:
Esses feitos não vieram de graça. Você não pode ter um PIB alto e um bem estar social sem empresas lucrativas pra pagar os impostos. Qual é a fonte de renda dos países nórdicos? Bom, cada país nórdico tem a sua história a respeito.
Conforme um dos requisitos do acordo de paz, a Finlândia teve que pagar reparações de guerra no valor de cinco bilhões de dólares em valores atuais para a União Soviética. Então, para entregar dezenas de milhares de máquinas, locomotivas e navios no período entre 1944 e 1952, a Finlândia agrária precisou se industrializar rápido. Desde aquela época, o país se escorou em inovações tecnológicas. Você pode dar uma olhada no índice global de inovação, dois países nórdicos estão entre os cinco primeiros países: a Suécia e a Finlândia. Essas inovação catalizaram novos ramos de negócio, por exemplo: a indústria naval entre as décadas de cinquenta e sessenta, a de telefones celulares entre as décadas de oitenta e noventa e a de jogos para telefones móveis entre as décadas de 2000 e 2010.
Vamos pensar em escala agora de uma maneira mais concreta: a Finlândia é um país pequenininho, de apenas cinco milhões de habitantes. Entretanto, nada mais nada menos que 60% dos navios quebra-gelo foram construídos no país. Em 2016 a participação da Finlândia no total de receitas de 35 bilhões do negócio de jogos para celular foi de 7%. Entre alguns jogos bem famosos desenvolvidos na Finlândia estão: Angry Birds, Boom Beach e Best Fiends.
Na Suécia, eles também são muito bons na criação de novos modelos de negócio globais, como os da Ikea e do Spotify.
O modelo nórdico não quer dizer um apetite por empresas estatais. Ao redor do mundo, muitos países têm os serviços ferroviário e de correios nas mãos do estado. Os países nórdicos, por um outro lado, os privatizaram. Sim, isso diminuiu a qualidade do serviço e causou aumentos nos preços, mas mesmo assim não iremos voltar atrás. Na competição global valem as regras da economia de mercado. Quanto mais nós jogarmos por essas mesmas regras, mais chance teremos de vencermos.
Uma vez que somos países pequenos, nós aprendemos a perseguir sempre a cooperação, para que possamos inclusive sobreviver. Vamos dar uma olhada em um case de negócios.
No final da década de setenta, as operadores de telefonia dos países nórdicos se reuniram e especificaram a primeira rede de telefonia móvel totalmente automática, para substituir as antigas redes ARP (Auto Rádio Fone). O novo padrão se chamou NMT, cuja tradução é Telefonia Móvel Nórdica, que começou a funcionar em 1981. As especificações do NMT eram livres e abertas, o que permitiu a muitas empresas produzir equipamentos segundo o padrão, reduzindo, por consequência, os preços. Redes NMT foram construídas em cerca de vinte países.
Entre os fabricantes de equipamentos NMT estavam: a Nokia da Finlândia (fundada em 1865); a Ericsson sueca (de 1876); a Storno dinamarquesa e depois adquirida pela General Eletric e por fim pela Motorola; a AP, outra dinamarquesa adquirida pela Philips; e a Simonsen Telecom norueguesa (fundada em 1970).
Dez anos depois, outras companhias de telefonias se juntaram ao barco e criaram o próximo padrão de telefonia móvel: o GSM, também conhecido por 2G. A primeira ligação GSM foi realizada na Finlândia em dezembro de 1991.
Os padrões abertos permitiram uma competição acirrada entre os fabricantes, mas mais acirrada ainda era aquela entre as operadoras de telefonia. Enquanto que ao redor do mundo predominava o monopólio de uma única empresa a nível nacional, na Finlândia, havia bastante competição: além da operadora nacional de telefonia estatal, existiam muitas operadoras privadas regionais. No final dos anos 1980, cinquenta operadoras de telefonia operavam na Finlândia, isso era mais do que o número total de operadoras atuando em todos os demais países europeus.
A competição feroz pelos clientes domésticos, disputados entre a operadora de telefonia estatal e seus competidores privados, impulsionou o desenvolvimento de produtos na unidade de maior crescimento da Nokia: a Telenokia, entre os anos oitenta e noventa. Isso preparou a empresa para competir nos mercados globais. Agora, três décadas depois sobraram apenas três grandes marcas de equipamentos de redes de telefonia: a Nokia da Finlândia, a Ericsson sueca e a Huawei da China.
E sim, voltemos ao estado de bem estar social. Sem uma ambiente de negócios bem lucrativo, não há estado de bem estar social. O papel dos políticos é propiciar investimentos a longo prazo na infraestrutura que irá fomentar os negócios. Os investimentos em educação e saúde já provaram ter um alto retorno.
É claro que nem todos os países podem copiar essa mesma trajetória de negócios para sustentar o bem estar social, e nem todos precisam.
As empresas suecas, por um outro lado, provavelmente não fizeram tantas inovações tecnológicas mas criaram modelos de negócio mais revolucionários, como exemplo: a Ikea e o Spotify. As empresas norueguesas sempre puderam contar com a pesca. Em 1969, eles ainda encontraram petróleo sob o mar. Esse tesouro foi transformado em um fundo. Citando os noruegueses: "o objetivo do fundo é garantir uma gestão responsável das receitas da Noruega com gás e petróleo no Mar do Norte de modo que essa riqueza possa beneficiar as gerações atuais e futuras. O nome oficial do fundo é Fundo Global de Pensões Governamentais." Os islandeses também são bons em pesca. As necessidades energéticas deles foram supridas por fontes naturais geotermais e hidrelétricas (do mar). 99,9% da eletricidade na Islândia é gerada a partir de fontes renováveis. Na Dinamarca, a agricultura é bem desenvolvida, e o turismo cresceu a ponto de se tornar o segundo maior negócio.
Você já deve ter lido vários artigos sobre os finlandeses podendo aproveitar da educação grátis e do sistema de saúde grátis. Gostaria apenas de lembrá-lo que nós temos também a opção de escolas privadas e da saúde privada. O desafio do setor público é manter a qualidade tão alta, de modo que as pessoas o prefiram.
Já falei muito sobre números, vamos concluir com algumas histórias:
Sobre educação: na minha juventude eu estudei por muitos anos numa escola pública, então mudei para uma escola privada (que são igualmente pagas, assim como nos EUA), porque eu queria me especializar em algumas matérias, aí eu mudei de novo para outra escola pública, que era considerada a melhor do país. O que eu percebi foi que todas eram igualmente boas. O investimento a longo prazo em educação (e na formação dos professores) criou uma competição tão acirrada que no final das contas as diferenças entre as escolas é pequena. Se você não confia em mim, já que eu sou finlandês, você pode confiar no relatório das Nações Unidas sobre o melhor sistema educacional do mundo.
Já sobre a saúde: minha mãe era filha de fazendeiros, nascida em 1931. Quando ela tinha catorze anos, conseguiu um trabalho de estagiária em um hospital local. Alguns anos depois se formou enfermeira especializada em cirurgias. Ela trabalhou em hospitais privados e públicos. Ao longo da vida dela, ele teve alguns problemas de saúde, como muitas outras pessoas, desde infartos até um derrame que deixou metade do seu corpo paralisado. Em outras palavras, ela conhece bem o sistema de saúde da Finlândia, mas em uma coisa ela é bem teimosa. Sempre que eu sugiro a ela que vá a um médico particular ou a um hospital particular, se recusa. Ela quer ir para o sistema público de saúde, mas não é porque ela acha que o sistema de saúde particular é ruim, com 88 anos, ele prefere realmente o sistema público, que sempre cuidou bem dela. É como uma lealdade a uma marca.
Ah sim, e quanto à Venezuela? Acredito que eles não se esforçaram muito em prover uma boa educação ou um sistema de saúde de alta qualidade. Em vez disso, eles tentaram o socialismo.
O modelo nórdico se preocupa em investir no futuro, enquanto o socialismo se preocupa em roubar do presente. O fundamento do modelo nórdico é permitir às pessoas escolherem o que elas querem, e garantir ao menos bons serviços públicos para suprir as suas necessidades.
Então, respondendo a pergunta:
O socialismo e o modelo nórdico são abordagem opostas, então é mais do que natural que uma dessas abordagens pareça ter alcançado sucesso enquanto a outra é um desastre completo.

FONTE: https://pt.quora.com/Qual-%C3%A9-a-diferen%C3%A7a-entre-o-socialismo-nos-pa%C3%ADses-n%C3%B3rdicos-e-na-Venezuela
submitted by Charles_Bronsonaro to brasilivre [link] [comments]


Quem Me Chamou FOMOS NA CASA DO VIZINHO QUE ME AMEAÇOU COBRAR A TRETA!! X1 No Fortnite Com Quem Me Chamou De Lixo.. Dinamarca: Lo bueno, lo malo y lo feo #analisisconpacho #62 ME CHAMOU? - YouTube Kid De 11 ANOS Me Chamou Pra x1 e Tomou um Pal!!! Fortnite que me chamou 😀 - YouTube CHAMEI O GEMADÃO QUE ME HUMILHOU PRO X1 NO FREE FIRE A GRINGA ME CHAMOU PRA ENTRAR... - YouTube BRAZA - Ela Me Chamou Para Dançar Um Ragga - YouTube

Como é um batizado na Dinamarca e o que me chamou atenção

  1. Quem Me Chamou
  2. FOMOS NA CASA DO VIZINHO QUE ME AMEAÇOU COBRAR A TRETA!!
  3. X1 No Fortnite Com Quem Me Chamou De Lixo..
  4. Dinamarca: Lo bueno, lo malo y lo feo #analisisconpacho #62
  5. ME CHAMOU? - YouTube
  6. Kid De 11 ANOS Me Chamou Pra x1 e Tomou um Pal!!! Fortnite
  7. que me chamou 😀 - YouTube
  8. CHAMEI O GEMADÃO QUE ME HUMILHOU PRO X1 NO FREE FIRE
  9. A GRINGA ME CHAMOU PRA ENTRAR... - YouTube
  10. BRAZA - Ela Me Chamou Para Dançar Um Ragga - YouTube

Nesse video fomos na casa do suposto vizinho que me ameaçou pela internet para resolver a treta.. E nao conseguimos achar, mas desconfiamos qual deve ser a casa dele, o que devemos fazer ... Quem Me Chamou · Marcelo Bonifácio & Marcelo Bonifácio de Almeida · Felipe Nascimento Rodrigues · Marcelo Bonifácio de Almeida Deus da Cura ℗ Marcelo Bonifácio Released on: 2017-06-01 Será mesmo que o gemadão que me humilhou no vídeo passado ... FUI X1 COM O GEMADÃO E ELE ME CHAMOU DE HACKER NO FREE FIRE - Duration: 10:05. Macete 118,191 views. 10:05. Alguns encontros são mágicos. Parecem transcender o tempo e o espaço, suspender a realidade e eternizar o instante. O vídeo retrata a efusividade do narrador... Las 8 cosas que me impactaron al mudarme a Dinamarca - Duration: 8:59. A Nordic Story Dinamarca 14,845 views. 8:59. Madrileños por el Mundo - Copenhague - Duration: 1:00:16. Sim... é o mesmo vídeo que alguns já viram. O Youtube tinha bloqueado o outro por causa do nome, então... trocamos o nome e olha ele ai de novo. Então se pud... esse video,tiro x1 com um cara que me chamou de lixo Fortnite x1 com um cara que me chamou de lixo X1 Com o Cara Que Me Chamou de Lixo - FORTNITE PS4 X1 Com ... CANAL DO TELEGRAM CONTEÚDO EXCLUSIVO: https://t.me/joinchat/AAAAAFb5cM28RQdAVq8O4Q LIVRO: https://semcerebrosemganhos.com.br/criador/5-passos-para-blindagem-... ser escreva 👆 deixe seu like isso ajuda muito obrigado a todos vcs fiquem com Deus 🙏 no fortnite fui x1 com um cara que me chamou de lixo.. x1 contra hater no fortnite.. X1 No Fortnite Com Que Me Chamou De Lixo.. Quer jogar comigo? ⬇️ Live todos os dias aqui ⬇️ http ...